Início PIAUÍ Simpósio pioneiro sobre uso medicinal de canabinoides está com inscrições abertas
Simpósio pioneiro sobre uso medicinal de canabinoides está com inscrições abertas

Simpósio pioneiro sobre uso medicinal de canabinoides está com inscrições abertas

0
0

O uso medicinal de canabinoides será discutido em simpósio promovido pela Universidade Estadual do Piauí, Universidade Federal do Piauí e Secretaria de Saúde do Estado(Sesapi), nos dias 9 e 10 de março deste ano. O evento, pioneiro no estado, será realizado no Diferencial Buffet e tem como principais propostas: estimular o desenvolvimento de pesquisas científicas multiprofissionais, debater aspectos legais do uso do princípio ativo da substância, bem como reunir pesquisadores, médicos especialistas e usuários do medicamento para esclarecer alguns mitos em torno do uso da planta Cannabis sativa, vulgarmente conhecida como maconha.

O Pró-reitor de Pesquisa e Pós- Graduação da UESPI, Geraldo Luz, destaca que o tema está sendo trabalhado há algum tempo, em alguns países, como a Alemanha. “Na Alemanha, eles conseguiram aprovar um projeto de lei e sancionar para o uso medicinal dos canabinoides, principalmente, para as doenças de difícil tratamento”, disse. A Cannabis sativa possui um grande potencial terapêutico para muitas doenças. Através de estudos científicos, foi constatado excelentes resultados com a medicamentos fitoterápicos .”O uso desse medicamento à base de canabidiol tem auxiliado no tratamento de doenças, como Esclerose múltipla e Epilepsia refratária”, afirmou o pró- reitor.

post_SIMPÓSIO-SOBRE-USO-MEDICINAL-DOS-CANABINOIDES

O evento contará com o debate sobre a legislação do uso medicinal do princípio ativo, uma vez que as substâncias são extraídas da cannabis, substância proibida no Brasil. “O Brasil, através da Anvisa(Agência Nacional de Vigilância Sanitária), autorizou o uso de um medicamento derivado de canabinoides para o tratamento de esclerose múltipla e, o Ministério Público já entrou com uma ação para que seja autorizado também o uso do medicamento para epilepsia refratária”, conta o pró-reitor. No entanto, o acesso ao medicamento pelos pacientes só é permitido através de uma ação judicial.

O Pró- reitor Geraldo Luz pontua ainda que um dos objetivos do Piauí, dentro da legalidade do uso da cannabis sativa, é reduzir o tempo entre a prescrição e admissão do medicamento, além de universalizar o tratamento e contribuir com uma melhor qualidade de vida dos usuários. A mesa que discutirá a os aspectos legais do uso medicinal de canabinoides no simpósio, será formada por representantes do Ministério Público, da Defensoria Pública, da Anvisa e da Sesapi. “No evento, também queremos fomentar o debate sobre o que UESPI e UFPI podem contribuir cientificamente e tecnologicamente para o desenvolvimento de medicamentos ou pesquisas clínicas com a Cannabis “, conclui.

Os interessados em participar do simpósio podem se inscrever, gratuitamente, através do site até o dia 03 de março.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: