Início GRANDE FLORIANO Projeto solidário capacita jovens no interior do Piauí
Projeto solidário capacita jovens no interior do Piauí

Projeto solidário capacita jovens no interior do Piauí

0
0

O Projeto Formação Solidária (PFS) presta assessoria e treinamento a jovens e adultos nas áreas de Marketing, empreendedorismo, secretariado, oratória, linguagem corporal, relações humanas, recursos humanos, gestão do tempo e produtividade. A iniciativa tem à frente o assistente social Silvio Vilarinho com atuação nas cidades de Regeneração, Angical e Amarante. “Começamos com uma ideia tímida, mas que tomou uma proporção maior do que imaginávamos. Hoje o Projeto Formação Solidária está em expansão para outras cidades, fruto do trabalho sério que temos desenvolvido”, destaca Silvio.

Para participar dos cursos os alunos efetuam a inscrição doando 1kg de alimento que é destinado à famílias carentes. Ao longo do projeto, uma mensalidade de 20 reais é usada para custear o material didático. Do início do projeto, em fevereiro de 2016 na cidade de Regeneração até hoje, mais de 750 pessoas já foram capacitadas. “Não temos ajuda de iniciativa pública ou privada, tudo é feito por nós e pela vontade dessas pessoas em aprender, em ter possibilidade de disputar de igual para igual no mercado de trabalho. Nós temos muitas experiências exitosas, gente que conseguiu um emprego melhor ou montou seu próprio negócio”.

Silvio Vilarinho destaca que o PFS não é um simples projeto de formação, vai além disso, pois o que se aprende durantes as aulas não são meros conteúdos, são lições para vida. E percebemos isso nos depoimentos dos próprios alunos. Geysa Santos tem 34 anos e é manicure em Regeneração, ela participou do curso com a filha e acredita que o projeto pode mudar vidas. “Minha filha e eu continuamos participando. Sabe aquilo que faltava em sua vida? É assim que o PFS é: Transformou meu caráter e é extraordinário como você aprende e muda de expectativa. Nos ensinou novos horizontes”, avaliou.

Mas nem tudo são flores. Como o projeto é custeado pelo próprios participantes a valores simbólicos e devido à grande procura de novos alunos, o projeto PFS vem enfrentando dificuldades para conseguir local adequado, renovação e melhoria de materiais didáticos e outros recursos que possam atender a demanda e manter a qualidade do ensino. “Ninguém nunca imaginou que em um curto prazo esse projeto tomaria dimensões e proporções tão grandes. Vamos agora em busca de parceiros para que o projeto continue e alcance a juventude a nível de Estado”, diz Vilarinho.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *