Início OPINIÃO OPINIÃO: O Lobo em Pele de Cordeiro das Eleições
OPINIÃO: O Lobo em Pele de Cordeiro das Eleições

OPINIÃO: O Lobo em Pele de Cordeiro das Eleições

0
0

E aqui começa mais um ano de toma lá dá cá. Velhos políticos, novos políticos, futuros políticos e puxa sacos sempre aparecem em meados de maio para mais um ano eleitoral. Em Floriano e nos restante do estado, qualquer pessoa acha que é um cabo eleitoral forte, e se vende… Sim, se vende… por qualquer vintém para fazer campanha e defender a honra de seus cargos comissionados e/ou apenas algumas migalhas durante a campanha.

O povo que se lixe e se contente com o pouco que cai em sua mão.

Nossa maior arma, o voto, é moeda de barganha para os poderosos e nem tão poderosos que querem chegar aos palácios da vida, seja do Planalto ou do Karnak. E o povo, na sarjeta, vivendo de esmolas.

Não sei quem é pior, se é quem dá (com o intuito de se eleger) ou quem recebe, invalidando seu voto e sua voz. Não adianta vender seu voto e depois reclamar da corrupção. Abutres, é o que dizem, mas todos estão sempre rodeando a carniça.

Floriano, nessa época é uma festa. Cabos eleitorais recheados de promessas, políticos recheados de promessas e a população querendo pagar a conta de luz. Mas a conta, quem paga somos nós, que não recebemos nenhum grande benefício pra o município, afinal, a dívida já foi paga.

Quando chega perto da campanha, é ambulância, uma reforma aqui, um repasse ali, 2 metros de calcamento do outro lado… 3 anos, resumidos em 5 meses. Vejam, eu mandei recursos, eu fiz algo, é o que dizem. Convencem e você vota. Lhe tapam os olhos e ouvidos, fazem você brigar e defender.

E mais uma vez, elegem-se os que tem mais pra distribuir, vale quem tem. Quem não tem, não vale nada. Não tem helicóptero, não tem jatinho, não tem R$ 50 reais pra me dar? Não quero. Prefiro repetir a figurinha que já está carimbada, gasta e provavelmente grampeada pela Policia Federal. Neste ano, vamos abrir os olhos, meus amigos. O corrupto não é tão diferente do corruptível.

*Allan Aquino é produtor cultural, militante político ligado ao movimento LGBT, social e estudantil. Nascido em Água Branca é apaixonado por Floriano. Formado em Geografia pela Universidade Estadual do Piauí tem como área de interesse geopolítica. Aquino escreve sobre política, atualidades e cultura.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: