Início GRANDE FLORIANO Novo diretor tem meta para melhorar os atendimentos no Hospital de Floriano
Novo diretor tem meta para melhorar os atendimentos no Hospital de Floriano

Novo diretor tem meta para melhorar os atendimentos no Hospital de Floriano

0
0

Uma série de investimentos realizados na área da saúde em Floriano, especialmente no Hospital Regional Tibério Nunes, transformou a assistência hospitalar naquela região. Desde a abertura de um centro de diagnóstico por imagem e a implantação do serviço de neurocirurgia, Floriano tornou-se referência em média e alta complexidade, com atendimento desde o recém-nascido a pacientes neurológicos adultos. Com este perfil hospitalar e uma demanda crescente, a Secretaria de Estado da Saúde definiu o enfermeiro Edmar Figueiredo para assumir a gestão do Hospital, que atende a uma população aproximada de 500 mil habitantes.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, a mudança do gestor é natural, assim como ocorre nas administrações públicas e privadas e objetivam construir melhorias contínuas. “A escolha do novo diretor de Floriano está sintonizada com a preocupação da Secretaria de resolver os problemas atuais, além de estabelecer uma gestão prepositiva e estratégica do ponto de vista para habilitar novos serviços e faturar cada vez melhor. Quanto tivermos melhor em faturamento, melhor posicionado o hospital estará e melhor oferta de serviço à população”, explicou.

Florentino, ao elencar as melhorias feitas no Hospital ao longo dos últimos três anos, reforça que Edmar tem o perfil adequado e se enquadra nos critérios para melhorias nos serviços do Hospital. “Nessa visão estratégica, escolhemos um dos nossos principais quadros, um dos melhores profissionais em gestão hospitalar, que é o enfermeiro Edmar, para que ele assuma o Hospital”, pontua.

Logo em 2015, a Secretaria abriu o serviço de diagnóstico por imagem no Hospital, ampliando para a realização de tomografia computadorizada, que já contava com ultrassom, raios-x e mamografia. Ressalta-se que a instalação do tomógrafo era o primeiro equipamento de ponta numa unidade hospitalar gerida na região sul do Estado. Abertura desse serviço permitiu que o Hospital ofertasse a neurocirurgia em urgência e emergência, área que somente Teresina oferecia. Mais uma vez, mudou o perfil da assistência hospitalar daquela região.

Um dos impactos positivos com a neurocirurgia foi a diminuição nas transferências para o HUT, em Teresina, pois toda demanda de neurocirurgia do sul do Estado passa por Floriano. Mensalmente, são mais de mil atendimentos realizados somente nesta especialidade, com mais de 200 cirurgias.

Outra mudança também se percebeu na assistência na UTI. Com a telemedicina e a integração entre os profissionais daqui com os do Hospital Albert Einstein, pacientes da UTI passaram a ter os mesmos cuidados que teriam em São Paulo, passaram a ter no Hospital de Floriano, tudo em tempo real, pela internet, com funcionamento 24 horas. Aqui, observou outra mudança: devido a assistência altamente qualificada, os pacientes em sua maioria são jovens, vítimas de acidentes de trânsito, ou com AVC ou aneurismas. Tal experiência foi reconhecida pelo Ministério da Saúde como inovadora em alta complexidade, com resultados significativos para o usuário.

Os cuidados materno-infantis também deram um salto de qualidade. A abertura do Centro de Parto Normal, estratégia para um parto humanizado, foi outra ação para um parto humanizado e com assistência multiprofissional. Além disso, os bebês prematuros que precisam de cuidados intensivos, passaram a ser assistidos nos 10 leitos de UTI neonatal, a primeira da região sul pelo SUS, aumentou a resolutividade na assistência ao neonato e mais uma vez diminuindo as transferência para Teresina, especialmente para a Maternidade Dona Evangelina Rosa.

Esse conjunto de ações foi possível graças aos investimentos que o Governo do Estado fez naquela região. Somente em infraestrutura e equipamentos, foram mais de R$6milhões em recursos do Tesouro Estadual e Ministério da Saúde. Já em 2018, foram mais de 1,5 milhões em equipamentos pelo Renova Saúde, modernizando toda parte de equipamentos do Hospital. Além de custeio anual de cerca de R$24,5 milhões repassados ao longo de 2017.

Edmar Figueiredo
Pela experiência e os resultados obtidos no Hospital Regional Senador Dirceu Arcoverde, em Uruçuí, o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, definiu o enfermeiro Edmar Figueiredo para assumir a gestão do Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano.

Com larga experiência em gestão hospitalar, Edmar coordenou a reestruturação do Hospital de Uruçuí, recebendo em janeiro de 2015, uma estrutura precária, sem atendimento adequado à população e com débitos vultosos. Em um ano de administração, a região ganhou uma unidade totalmente reformada e resolutiva, atendendo aos anseios de saúde da população, que em breve, deve receber um novo centro cirúrgico, totalmente equipado.

O enfermeiro tem experiência em gestão há 8 anos. É especialista em Gestão Hospitalar pela FioCruz e deve concluir em 2018, especialização em Auditoria pelo Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Também é especialista Urgência e Emergência e Saúde da Família.

Edmar foi secretário Municipal de Saúde, em Batalha, além de ter trabalhado em consultoria em hospitais, prefeituras e ainda como técnico da Secretaria de Estado da Saúde.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: