Início CIDADE Floriano registra uma das maiores temperaturas do país
Floriano registra uma das maiores temperaturas do país

Floriano registra uma das maiores temperaturas do país

0
0

Continuam dias secos e quentes no Piauí, devido a atuação de uma massa de ar seco, o que inibe a nebulosidade e deixa a umidade do ar muito baixa, abaixo de 20%, além de favorecer temperaturas elevadas. Na última quarta-feira (17), das dez maiores temperaturas registradas no Brasil pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), cinco foram no Piauí, Oeiras (39,4ºC) Floriano (39,7ºC), São João do Piauí (39,6ºC), Bom Jesus (39,3ºC), sendo a maior do país, na cidade de Gilbués (40,1°C), município localizado no Extremo Sul do estado.

Os menores valores de umidade relativa do ar também foram verificados no Piauí, sendo que o ponto crítico foi alcançado pelo município de Caracol, com 11%, o que caracteriza estado de emergência. “Quando a umidade está entre 20% e 30%, considera-se estado de atenção. No estágio de alerta, a umidade se encontra entre 12% e 20%. Com a umidade abaixo de 12%, chega-se ao estado de emergência”, explica a gerente de Hidrometeorologia da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar), Sônia Feitosa.

“A umidade relativa do ar é inversamente proporcional às temperaturas, ou seja, quanto maior a temperatura, menor a umidade. Os meses compreendidos entre agosto e dezembro são caracteristicamente secos, com altas temperaturas e baixa umidade, que deve continuar atingindo níveis críticos em todas as regiões do Estado. A tendência é de continuidade de dias quentes e de baixa umidade do ar, aumentando assim os riscos ao meio ambiente, o que inclui a flora, fauna, recursos hídricos e também traz riscos à saúde humana”, completa a meteorologista.

Sobre o período chuvoso, ainda de acordo com a meteorologista, este ano deve iniciar mais cedo que em 2015. Já na segunda quinzena de outubro devem cair as primeiras chuvas, na região Sul do Piauí. A causa é a atuação do La Niña, fenômeno que produz o resfriamento no oceano Pacífico e causa o aumento das chuvas na região Nordeste do Brasil.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: