Início EDUCAÇÃO Escolas das zonas urbana e rural recebem geladeiras literárias
Escolas das zonas urbana e rural recebem geladeiras literárias

Escolas das zonas urbana e rural recebem geladeiras literárias

0
0

Na manhã dessa quarta-feira (21) foi realizada a solenidade de implantação do projeto “Fome de Leitura” com a entrega das geladeiras literárias. O evento aconteceu na Escola Municipal Benedito Rodrigues da Silva, na comunidade Tabuleiro do Mato, e na Escola Municipal Marcos do Santos Parente, no bairro Meladão, duas das quatro escolas contempladas com a iniciativa. Na ocasião estavam presentes o vice-prefeito, Antônio Reis, o secretário de Educação, Joab Curvina, a diretora de Ensino no Campo, Professora Maria da Paz, representantes da Vila Nova Consultoria e da Caixa Econômica Federal, a Polícia Militar, nas figuras do Tenente Coronel Rubens Lopes e do Capitão Ubiraci, além dos demais secretários municipais, professores e alunos das instituições.

O projeto “Fome de Leitura”, realizado através da Caixa Econômica Federal em parceira com a Secretaria Municipal de Educação, Vila Nova Consultoria e o Sesc, tem como objetivo incentivar a contagem e a leitura por meio da transformação de geladeiras inutilizadas em bibliotecas móveis de livros infantis. Durante o evento, alunos das escolas realizaram amostras artísticas, como canto, encenação de contos infantis e apresentação de uma paródia musical.

O secretário de Educação, Joab Curvina, destacou a importância dessa parceira para o incentivo do ensino e aprendizagem na educação municipal e do trabalho integrado entre a escola, alunos e família. “Essas geladeiras não trazem apenas livros, mas o compromisso que a Secretaria Municipal de Educação e as escolas têm em transformar essas crianças em grandes leitores”, disse.

Além da implantação das geladeiras literárias, o projeto também beneficiou as escolas com uma reforma, realizada através da Construtora Estrela da Manhã, e com uma oficina ofertada aos professores para ensinar técnicas de como contar histórias. Conjuntamente os alunos receberam um espaço de leitura confortável e sacolas literárias para estimular o empréstimo dos livros, esses serão registrados e o aluno poderá levá-los para casa.

Na ocasião o vice-prefeito, Antônio Reis, enfatizou que é uma preocupação da gestão que as escolas do campo oportunizem as mesmas habilidades e competências das escolas da zona urbana. “Estamos disponibilizando espaços compatíveis para a execução do ensino no campo, desenvolvendo projetos e investindo na estrutura física”, finalizou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *