Início POLÍTICA Elmano Férrer é titular na CPI do BNDES
Elmano Férrer é titular na CPI do BNDES

Elmano Férrer é titular na CPI do BNDES

0
0

A CPI do BNDES foi instalada no início da noite desta quarta-feira (2). Por aclamação, foram eleitos o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), como presidente, e o senador Sérgio Petecão (PSD-AC), como vice.

Davi Alcolumbre lembrou que a CPI terá 180 dias para concluir os trabalhos e disse que terá um papel fundamental na investigação do mau uso dos recursos do povo brasileiro. O presidente designou como relator o senador Roberto Rocha (PSB-MA), proponente da CPI. Roberto Rocha disse que na próxima semana haverá uma reunião administrativa para a apresentação de um plano de trabalho para a comissão. Na semana seguinte, na terça-feira (15), já haverá reunião para apreciação de requerimentos.

O vice-presidente, Sérgio Petecão, ressaltou que muitas CPIs não são produtivas. Ele disse, porém, acreditar que a CPI do BNDES será muito importante para o país.

— Precisamos dar uma resposta ao povo brasileiro — afirmou Petecão.

A CPI foi criada para investigar denúncias de irregularidades nos empréstimos concedidos pelo BNDES no âmbito do programa de globalização das companhias nacionais. O senador Roberto Rocha pediu atenção especial à linha de crédito para a internacionalização de empresas operada a partir de 2007. Uma investigação do Tribunal de Contas da União (TCU) estimou em R$ 711 milhões o prejuízo de uma parceria internacional do BNDES com o grupo JBS, dos irmãos Batista.

A comissão tem 13 membros titulares e oito suplentes. O bloco Social Democrata, que congrega PSDB, PV e DEM, ainda precisa indicar os suplentes. Confira abaixo os membros para a CPI.

Titulares

Airton Sandoval (PMDB-SP) Ivo Cassol (PP-RO)
Elmano Férrer (PMDB-PI)
Sérgio Petecão (PSD-AC)
João Alberto Souza (PMDB-MA) Acir Gurgacz (PDT-RO)
Ronaldo Caiado (DEM-GO) Lindbergh Farias (PT-RJ)
Davi Alcolumbre (DEM-AP) Roberto Rocha (PSB-MA)
Ricardo Ferraço (PSDB-ES) Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
Pedro Chaves (PSC-MS)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *